Retrospectiva Literária 2011


Vou mostrar para vocês o que houve de melhor (ou não) para mim em livros. 2011 foi maravilhoso. Eu sei que minha estante está feliz toda vez que a olho e vejo o quão cheia ela está *-*
Decidi participar da Retrospectiva Literária, que é promovida pelo blog Pensamento Tangencial.  Apesar de ter perdido o prazo de inscrição do meme, estou postando a minha listinha. É hora de começar a vasculhar minha memória e minha agenda.

O livro infanto-juvenil que mais gostei: Cante Para Eu Dormir.
Difícil, mas decidi escolher uma descoberta, ou seja, algo que não fizesse parte de umas das minhas  adoradas séries. Cante Para Eu Dormir já começa bem porque se encaixa perfeitamente no meu perfil favorito para livros. Sendo ele um romance doce, triste e envolvente, capaz de me levar às lágrimas, é claro que entrou para minha lista de favoritos. Não me canso de fazer propaganda dele sempre que tenho a oportunidade.
A aventura que me tirou o fôlego: Incarceron
Ah, eu não leio muitos livros de aventura, mas vou colocar Incarceron aqui. Foi um dos poucos livros que consegui terminar em inglês, por isso merece destaque. 


O terror que me deixou sem dormir: 
Aí está, não li nada de terror.
O suspense mais eletrizante: Sombra
Esse foi um dos mais aguardados e não poderia deixar de estar aqui. Sombra correspondeu às minhas expectativas,  me surpreendeu e ainda me deixou ansiosa pela chegada de Luz. Bom, Escuridão é minha trilogia favorita, então é melhor eu parar de falar antes que isso aqui vire um texto enorme cheio de bajulação.
O romance que me fez suspirar: Sou Love - À noite o céu é perfeito  e Blue Sky Days
Ai, ai, eu fiquei suspirando depois de terminar os dois. Soul love é pequeno e por conta disso eu quase desperdicei a chance de lê-lo. Li Blue Sky Days através do booktour e foi um dos melhores livros em inglês que já da minha longa lista de 2011. Ambos têm um toque de tristeza e um romance doce com personagens igualmente doces. O tipo de livro que eu acordava de madrugada para ler.

A saga que me conquistou: Os Vampiros de Morganville.



O clássico que me marcou: Os Miseráveis
Decidi que era hora de dar mais atenção a ele esse ano e não me arrependi. Como tenho o volume único, é claro que levei algum tempo para ler, mas valeu muito a pena. Definitivamente marcou meu ano.

O livro que me fez refletir:  I Heart You, You Haunt Me
Ok, foi uma releitura, mas ele nunca sai de perto de mim, muito menos da minha cabeça. 

O livro que me fez rir: Longe Demais.
É o único que me lembro. A Meg era super divertida, me fez rir várias vezes.

O livro que me fez chorar: Cante Para Eu Dormir
Ainda me dá um aperto no coração quando olho a capa. Sou apaixonada por ele, sem mais.

O melhor livro juvenil não sobrenatural : Longe Demais.
Difícil... Quase todos os meus livros têm pelo menos uma pegada sobrenatural. Porém, todavia, entretanto, Jennifer Echols me conquistou com seu estilo de escrita, por isso Longe Demais aparece por aqui pela segunda vez.

O livro que me decepcionou: A Maldição do Tigre
Sinto-me uma chata cada vez que falo mal dele, porque sei que a maioria das pessoas gostou... Mas eu realmente esperava mais. Infelizmente foi uma leitura forçada, pois eu queria chegar até o fim e quem sabe poder dizer que apesar de tudo o final valeu a pena. No fim, acabei, além de frustrada, muito irritada com a Kelsey. 


O livro que me surpreendeu: Swoon

E isso pelos mais diferentes motivos. Swoon me garantiu uma montanha-russa de emoções e era a última coisa que eu esperava dele. Esperava menos ainda gostar disso.
Como é um livro que divide opiniões, fico feliz que pelo menos nesse caso fiquei do lado que defende e não do que critica.


A frase que não saiu da minha cabeça:
"— Só há uma coisa que eu sei ao certo. - Virou-se, com os olhos um negro claro. - Que eu faria qualquer coisa por você, mesmo que isso signifique ir contra meus instintos ou a minha própria natureza. Gostaria de entregar tudo o que possuo, mesmo a minha alma, para você. Se isso não é amor, é o melhor que eu tenho. "


Patch - Silence, capítulo 26.

O(a) personagem do ano: Nora Grey
Nora foi a escolhida por ter subido novamente no meu conceito depois de Silence/ Silêncio.


O casal perfeito: Sam e Grace
O casal mais fofo. Forever veio para me deixar morrendo de saudades.


O(a) autor(a) revelação: Kimberly Derting
Obrigada, xará, por me dar esse presente. Ecos da Morte foi um dos melhores livros que li em 2011.

O melhor livro nacional:  A Bandeja - Qual Pecado te Seduz?
Admito que li poucos livros nacionais. A Bandeja fica não apenas entre os melhores nacionais, mas na lista geral, junto com Cante Para Eu Dormir, Silence, etc.

O melhor livro que li em 2011: 
Esse é o tipo de pergunta que não se faz a quem lê muito. Mas já que tenho que escolher um, vou ficar com Fade, da Lisa Mcmann, deixando claro que existem outros que se encaixariam perfeitamente aqui.

Li em 2011 58 livros.
A minha meta literária para 2012 é:
Conseguir ler todos os livros que eu colocar na minha wishlist.
Compartilhe no Google Plus

Sobre Kimberlly de Moraes

O nome é Kimberlly, mas meio mundo conhece como Kim. Tenho 19 anos de idade. Sou estudante de Jornalismo. Vivo um quadro crítico de dependência por variados tipos de entretenimento, mas tudo bem. Existem coisas piores na vida do que passar horas a fio vivendo à base de séries, livros, mangás, filmes e música (certo?). Às vezes acho que estou tentando estocar tudo que estiver ao alcance sobre os vícios já citados. Às vezes. Na maior parte do tempo ajo sem pensar mesmo. É aí que estoco DVD's, CD's, HQ's e livros como ursos estocam comida antes da hibernação.

9 comentários:

  1. Amei seu blog linda *-*
    parabéns!


    Beijinhos.
    http://keziahraiol.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Adorei essa retrospectiva... Não gosto muito de retrspectivas porque sempre me deixam triste!
    Adorei o blog
    Beijokas Jeh
    http://starbucksandbooks.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Oi
    Seu blog é lindo! Parabéns.
    gostei da sua retrospectiva,mas ao contrário de ti amei ler A Maldição do Tigre, porém confesso que também tive raiva da Kelsey!E Pretendo ler em breve essa série Os Vampiros de Morganville.
    Obrigada e seguindo aqui também.
    Beijos.
    http://booksedesenhos.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Adorei sua retro, e a nova carinha do blog tmb. Como assim não gostou de A maldição do tigre? rs, brincadeirinha, tinha horas que a Kelsey me enchia o saco viu...rs
    QUero silêncio pra ontem , morri lendo esse quote.
    BJos e feliz 2012

    Jack
    www.mybooklit.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Eba eba, 58 livros é um bom número! Que em 2012 venham muito mais, né? Seu blog é ótimo!

    bjs

    ResponderExcluir
  6. Adorei a retrospectiva. E concordo com muitos livros daí! *--* E concordo muiiito com o "casal perfeito". Preciso muiiito de Espera para conseguir ler mais sobre eles *--*
    Quero muito ler Silêncio e Miseráveis é um dos meus livros preferidos, já li há um tempão, mas me lembro com clareza da história! :D
    Beijos,K.
    Girl Spoiled

    ResponderExcluir
  7. Adorei a sua retrô...
    Fiquei morrendo de vontade de ler 'Cante para eu dormir'
    Adoro livros nesse estilo.
    Os miseráveis é realmente um clássico!
    Ah e estou muito afim de ler 'A maldição do tigre'
    e confesso que você me desmotivou um pouco. rsrs

    Beijos e um 2012 repleto de felicidade!
    http://opadezoitoanos.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. Kimberlly, I am so honoured to have made your list - thank you so much! Happy New Year! :-D

    ResponderExcluir
  9. Gostei da sua retrospectiva.
    Tenho Incarceron aqui em casa, mas ele está em inglês (ganhei numa promoção e não sabia que era em inglês xP) e como não sou boa em inglês ele vai ficar guardado por mais um tempinho. rsrs

    Bjs
    Gabi Lima
    http://livrofilmeecia.blogspot.com

    ResponderExcluir