O Último Romance também está em clima de Natal! A “magia” da data chegou assim como as campanhas de arrecadação alcançaram os corações de quem pode ajudar a trazer um fim de ano mais feliz a quem precisa e os filmes natalinos repetidíssimos voltaram a nos assombrar na TV. Estamos com promoção ativa (aliás, participe! São 100 livros para 4 ganhadores), e mesmo que nosso Papai Noel não possa atender a todos os leitores bonzinhos, ficam aqui algumas dicas pensadas com carinho.
Esta é uma seleção especial para uma época do ano especial. Talvez esteja aqui a sua opção literária para se manter no clima de paz, solidariedade e amor. Confira e diverta-se! Feliz Natal! ♥
“Deixe cair a neve” reúne contos de John Green (autor de “A culpa é das estrelas”, entre outros), Maureen Johnson (autora de “13 pequenos envelopes azuis”, da Editora Underworld) e Lauren Myracle (autora de “Shine”, publicado no Brasil pela Editora Pandorga). Nessa antologia, “O expresso Jubileu” (Maureen), “O milagre da torcida de Natal” (John) e “O santo padroeiro de porcos” (Lauren) contam histórias cheias de romance, ação e aventura, passadas durante uma enorme nevasca. Os direitos de adaptação para o cinema foram adquiridos pela Paramount.
“O presente” é da mesma autora de “P.S. eu te amo”, “A vez da minha vida” e “O livro do amanhã”, todos também publicados pela Novo Conceito. Nele, Cecilia Ahern nos traz a história de Lou Suffern, executivo atarefadíssimo que chega a sonhar com os planos para o dia seguinte, e Gabe, morador de rua encontrado por Lou dormindo sob a neve do lado de fora do edifício onde trabalha. Ao decidir oferecer um emprego a Gabe, Lou passa a conviver com ele e repara que o rapaz parece estar em todo lugar. Além de uma lição de mudança, esperança e provações, “O presente” é uma demonstração de como emocionar na medida certa.
“Noite infeliz” é a recriação de Seth Grahame-Smith da noite do nascimento de Cristo. Ele pega os Três Reis Magos, aproveita que pouco é dito sobre eles na Bíblia, então nos deixa com o seguinte: que tal se os tais reis vindos do leste fossem ladrões sanguinários fugindo da prisão de Herodes, rei da Judeia? E se eles fossem liderados pelo infame criminoso “Fantasma da Antioquia”? No mínimo intrigante, não? Vale a pena conferir essa criação de Seth, que também responde por “Orgulho e preconceito e zumbis” e “Abraham Lincoln: caçador de vampiros”.
Em “Em casa para o Natal”, da mesma autora de “O céu vai ter que esperar”, Cally é uma mulher romântica de 24 anos que nunca ouviu nenhum dos namorados dizer “Eu te amo”. Além de ter decidido se declarar para o atual companheiro por achar que ele não o faz por falta de coragem, ela, que é apaixonada por seu trabalho de gerente no cinema local, ainda é obrigada a ver o cargo ser ameaçado quando surge a possibilidade de o estabelecimento ser vendido. Nesse divertido chick-lit, Cally e Matt, diretor da cadeia de cinemas determinada a fazer a compra, acabam se tornando amigos que ainda terão de descobrir o que realmente querem ou se vão conseguir antes do Natal.
Do consagrado autor de thrillers best-sellers John Grishan, “Esquecer o Natal” é uma comédia sobre Nora e Luther Krunk, casal de bairro chique que planeja fazer um cruzeiro pelo Caribe para fugir do Natal. Impossibilitados de fazer a viagem graças à volta da filha do Peru, eles se veem obrigados a improvisar uma festa que exigiria semanas de preparo, o que acaba resultando num acidente — tudo por causa de um boneco de neve de plástico — que traz à tona a amizade e solidariedade dos vizinhos que antes caçoavam da família, o que por sua vez dá num sentimento de reconciliação com o feriado e com a vida.