Menu

[Top 5] Livros nacionais para ler neste Natal

Aproveitar o melhor do espírito natalino é abraçar todas as possibilidades que vêm com ele. Esta é uma época de inspiração, então não me surpreende que tantas pessoas sejam influenciadas. Não existe hora mais perfeita para soltar a imaginação e se deixar contagiar pela magia com bons livros nacionais de Natal, mas você se permite viver o momento sem importar a experiência de quem vive em outro continente?

Nossa literatura tem muito a oferecer, ainda que nem sempre tenha o espaço merecido. Sendo assim, separei uma lista de livros que vão agradar qualquer apaixonado pelo clima destes últimos meses do ano e, de quebra, ainda vão te aproximar mais da leitura.

Esta pode ser a sua chance de conhecer livros e autores novos! Se você chegou até aqui, já tem meio caminho andado para se apaixonar pelo que eles têm a mostrar.

“Todas as cores do Natal”

Autores: Vitor Martins, Alliah, Bárbara Morais, Lucas Rocha e Mareska Cruz

Diversidade é essencial, então nada mais justo do que começar por um livro que levanta essa bandeira. No caso, a Agência Página 7 reuniu cinco escritores para contar histórias divertidas e emocionantes sobre personagens LGBTQ+.

Na coletânea, Vitor Martins, autor de livros como “Um milhão de finais felizes” e “Quinze dias”, narra a divertida história de amigo secreto no curso de inglês que vai fazer quem lê morrer de amores — e vergonha alheia. Já Bárbara Morais, autora da trilogia “Anômalos”, traz o universo das Garotas Mágicas para salvar o Natal na capital do país e falar sobre a importância da amizade verdadeira. Lucas Rocha, a mente por trás de “Você tem a vida inteira”, apresenta um personagem que só queria um fim de ano comum, mas não só vê tudo dar errado como acaba preso em uma tempestade envolvendo um peru assado, um cachorro e o garoto por quem ele é apaixonado. Por sua vez, Alliah, cujos trabalhos incluem o ótimo “Metanfetraedro”, mostra que uma simples viagem em grupo para uma ilha no litoral carioca pode revelar seres sobrenaturais sofrendo com as alterações mágicas causadas pela poluição marítima. E para fechar com chave de ouro, Mareska Cruz fala sobre a relação de sua personagem com o Natal desde o nascimento: quinze anos de diversão, coração partido, amor e amizade. A autora também escreveu “Amizades, cacatuas e outras coisas fora de controle”.

“Aconteceu naquele Natal”

Autoras: Janda Montenegro, Samanta Holtz e Juliana Parrini

Releitura do clássico “Um conto de Natal”, de Charles Dickens, essa história carrega mensagens de amor e esperança com muita delicadeza ao falar de Nicholas, um homem que sempre teve tudo o que o dinheiro podia comprar: luxo, carros do ano, roupas de grife e uma namorada de dar inveja. Ele nunca conheceu a tristeza ou a desilusão até a noite em que tudo mudou.

Três anos depois, Nick se vê mergulhado em um pesadelo. Sem dinheiro e com a mãe à beira de um colapso, ele aceita participar de algo terrível, sem pensar nas consequências. Quando Carolina cruza o seu caminho, ele descobre, naquela mágica noite de Natal, como duas pessoas podem encarar a vida de maneiras tão diferentes. Só que o destino é uma caixinha de surpresas, o que se confirmar com o reaparecimento de Carol e, com ela, uma nova chance de redenção.

LEIA TAMBÉM:

A experiência de um Natal literário

“Todos nós vemos estrelas”

Autores: Larissa Siriani e Leo Oliveira

Em um YA cheio de fantasia, família, amizade e estrelas, tudo o que Lisa quer é passar as férias trancada com o livro favorito no quarto, relendo as aventuras do príncipe Lucien em Trinitam. Pouco importa se o Natal está chegando. No entanto, os planos de fazer exatamente isso vão por água abaixo quando ela precisa lidar com acontecimentos inesperados e visitas que parecem – ou talvez sejam mesmo – de outro mundo.

Alguns dos outros livros de Larissa Siriani são “O amante da princesa”, “Amor plus size” e, claro, a trilogia “Coração da magia”. Por sua vez, Leo Oliveira também é autor do sensível “E se tocássemos o céu?”, recém-lançado de forma independente.

“Pra sempre Natal”

Autora: Gleice Couto

Carolina não gostava de Natal. Muitas coisas ligadas à data não faziam sentido. Quando criança, por exemplo, não entendia como Papai Noel vestia roupas tão quentes no calor insuportável do Rio de Janeiro. Também não entendia como o bom velhinho deixava presentes tão grandes em meias tamanho 30, nem como entrava na sua casa descendo uma chaminé que não tinha.

Crescer e descobrir que o Papai Noel realmente não existia não foi o suficiente, pois ela ainda buscava explicar o mundo ao redor. Por que seus pais brigavam? O que fez com que suas primas a odiassem? Por que namorou um idiota? Por que se apaixonou por Anael? Com o passar dos anos, Carol perceberia que nem toda pergunta tem uma resposta certa. O Natal guardava muito mais segredos e milagres do que imaginava.

Mesmo que o foco do post sejam os livros nacionais de Natal, preciso indicar os outros livros da Gleice. Fui leitora beta do primeiro livro dela, que, aliás, sempre recomendo, mas ela também escreveu outros dois juvenis além de “Picta mundi”: “Antes do agora” e “Onde encontrei meu lar”. Vá atrás dos seus ao invés de ficar aí de bobeira!

“O Natal dos Neves”

A última indicação é especialmente para os leitores da Ray Tavares. Autora de “Heroínas” e “Confidências de uma ex-popular”, a paulistana também escreveu “Os 12 signos de Valentina”, de onde saíram os personagens de “O Natal dos Neves”. O conto é ambientado logo após o fim do livro original, mostrando como essa família grande, barulhenta e cheia de opiniões é exatamente o oposto do ambiente em que Isadora cresceu. Talvez seja por isso que Andrei esteja tão receoso em apresentá-la à família no período de festas… Ou talvez seja porque ele está pronto para dizer três palavras muito especiais à namorada, mas precise encontrar o momento perfeito primeiro.

Seja qual for a sua escolha, agora não tem mais desculpa para deixar os livros nacionais de Natal escaparem. Ainda mais se for um dos apaixonados pela época! Vamos nessa?

Seja a primeira pessoa a comentar!

    Deixe o seu comentário!