Menu

[Resenha] Para Sempre Ana — Sergio Carmach

Três Luzes
é uma típica cidade pequena, onde todos se conhecem, boatos correm rapidamente
e reputações têm extremo valor. Enquanto a vida dos habitantes corre sem
grandes rompantes ou surpresas, eis que, para descontentamento de uma das
famílias de maior prestígio da cidade, uma mulher surge, marcada por um passado
difícil e pouca esperança de um futuro animador, para agitar a vida provinciana
de todos na cidade e influenciar três gerações de homens da família Rigotti.

Caindo como
uma bomba em plena festa de natal da família Rigotti, Ana não é vista com bons
olhos por nenhuma das importantes figuras presentes no lugar. Afirmando que o
filho que traz nos braços é de Carlos, filho de Nestor, o médico mais respeitado
da região, ela exige que o mesmo assuma a paternidade do bebê, enquanto ele
afirma ser impossível que o que a moça diz seja realmente verdade, temendo ter
seu relacionamento com a namorada ameaçado. Ana não desiste, Carlos não se
convence apenas com a palavra da moça, e assim começa a se desenrolar uma trama
capaz de surpreender até a última página.
A narrativa
em terceira pessoa, capaz de me deixar extremamente confortável, é perfeita,
pois permite que o leitor veja um pouco do que se passa na mente de cada um dos
personagens. Mostrando-se intenso sem se tornar cansativo, eu diria que Para
Sempre Ana é um livro, principalmente, de segredos, intrigas e reviravoltas,
tudo com dose extra.
Posso
destacar dois motivos principais para eu ter me apegado tanto à história. Em
primeiro lugar, o fato de a narração não ser linear; em segundo, a mesma não
possuir uma linguagem simples.  Tais
coisas são capazes de me prender muito mais que livros com uma linguagem atual
— às vezes boba demais —, embora não funcione com todos.
Não cheguei
a enxergar no início, mas aos poucos foi se tornando claro que todos os
personagens estavam em tal lugar, tal hora, ou apenas existiam, por algum
motivo, e essa é uma coisa que sempre admiro nos livros. Apesar de ter de dizer
que não simpatizei com Ana, não gostar dela me fez ler com ainda mais afinco,
na torcida para que algo acontecesse e mudasse o rumo da história. Não que ela
seja uma personagem ruim, longe disso.
Uma
história que envolve misticismo, que tem pontas bem amarradas e um toque
novelesco, Para Sempre Ana é simplesmente para aqueles que apreciam uma boa leitura.

Livro Nacional
Editora: Caravansarai
Número de páginas: 336
ISBN: 9788589862516 


9 Comments

  • Thalita Oliveira
    26 de março de 2012 at 00:04

    Que ótimo que você gostou do livro Kim *.* , sou meio suspeita para falar, afinal, amei a história…rsrs'.

    Beijão

    Reply
  • Gabi
    26 de março de 2012 at 00:22

    Ainda não tinha lido nenhuma resenha desse livro. Não tinha me interessado muito pela sinopse, mas agora a sua resenha me deixou curiosa. Fiquei na dúvida se leio ou não, mas uma hora eu sempre acabo cedendo mesmo ;P

    Beijitos
    http://www.bookpetit.com

    Reply
  • Vanessa Vieira
    26 de março de 2012 at 03:34

    Parabéns pela resenha Kimberly! Já li Para Sempre Ana e curti bastante. Beijos!

    Reply
  • Jess
    26 de março de 2012 at 21:31

    Já li três resenhas sobre esse livro, e você foi a primeira que fez uma bem positiva.
    obrigada por sempre passar no meu blogo 🙂

    Jessica

    Reply
  • Vanessa Tourinho
    27 de março de 2012 at 01:54

    Esse livro deve ser lindo, Kim! *-*
    O fato de você não gostar da protagonista, e isso não atrapalhar a história prova que o livro é bom.
    Vou colocá-lo na minha (enoooooooorme) lista de desejados! 🙂
    Beijos.

    Reply
  • Rafaela.
    27 de março de 2012 at 22:07

    Amei a resenha e fiquei muito interessada pelo livro!
    Parece ser muito bom! =)

    Beijocas.
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br/

    Reply
  • Fabrica dos Convites
    7 de abril de 2012 at 00:27

    Ana nos faz odiá-la e depois amá-la. Sem dúvida para quem quer uma boa leitura mesmo.
    Bjs, Rose.

    Reply
  • Beca Marques
    10 de outubro de 2014 at 15:22

    "Não possuir uma linguagem simples." Isso é o que mais me prende a um livro! Por isso sou completamente apaixonada por Shakespeare e Jane Austen. Gostei da resenha, parece muito interessante. Vai entrar na minha lista. 😉

    Reply

Leave a Reply