fbpx
Menu

[Resenha] A Maldição do Lobisomen — Shannon Delany

A Maldição
do Lobisomem
, livro que, pasmem, foi escrito em cinco semanas, é o primeiro da
série 13 To Life, da americana Shannon Delany. A série começou a ser publicada
nos E.U.A em 2010, estando atualmente no quatro volume publicado por lá. No
Brasil, tanto a capa quanto o nome do segundo livro já foram divulgados, mas
ainda não há previsão para o lançamento de O Segredo das Sombras.
Jess Gillmansen
é uma adolescente que perdeu a mãe recentemente e ainda tenta evitar qualquer
um diplomado em psicologia. E mesmo que muita coisa já tivesse mudado na vida
da garota depois da morte da mãe, fica provado que um novo e misterioso aluno
como Pietr Rusakova tem o poder de bagunçar um pouco mais as coisas.
Inicialmente a guia de Pietr no colégio, Jess acaba se envolvendo cada vez mais
com o rapaz, o que faz com que fique mais e mais difícil para ele sustentar seu
grande segredo.
        Pietr tirou o programa da minha mão, seus dedos
tocaram os meus e eu parei com meus devaneios. Senti um choque onde ele tocou,
igual quando eu aceitei um desafio de tocar numa cerca elétrica num verão
passado. Nunca pensei que o toque de outra pessoa pudesse fazer meus nervos
dançarem e tremerem em minha pele. Era como se eu tivesse dormido os últimos
meses e agora, de repente, eu acordasse.

Jéssica é a
narradora, e o fato de ela ser apaixonada por livros sobre vampiros e ter um
cérebro que funciona na maior parte do tempo é de grande ajuda. Acho inclusive
que a paixão dela por personagens sugadores de sangue fez com que eu
conseguisse imaginá-la mais facilmente como uma adolescente comum, de verdade (apesar
da minha própria fase vampiresca já ter passado).Vê-la defender esse tipo de
livro foi no mínimo interessante. No entanto, como eu disse, o cérebro dela só
parece funcionar em parte do tempo, portanto o leitor ainda é obrigado a
encarar algumas atitudes bem bobas (para não dizer idiotas). O bom é que mal dá
tempo para se sentir desiludido, pois ela não demora muito para aprontar das
suas, estando com boas intenções ou não.
A rapidez
nesse livro foi tanto uma coisa boa quanto ruim. A linguagem simples e
descontraída deu velocidade à leitora, mas o curto espaço de tempo entre uma coisa
e outra me incomodou, como sempre. Não consigo enfiar na minha cabeça que a opinião
ou a atitude de uma pessoa saudável possa mudar com facilidade sem que haja um
bom motivo. E apesar de eu precisar avisar que ninguém precisa se preocupar com
gente dizendo “eu te amo” a torto e a direito, não posso deixar de mencionar que nunca
tive notícias de um garoto de carne e osso tão obediente quanto Pietr. Chegou
uma hora em que ficou difícil parar de pensar nele como algo além de um cão bem adestrado.
Todos os
lobisomens e suas histórias me agradaram muito. Só foi uma pena o charme de
Pietr não ter conseguido efeitos maiores por causa da grande quantidade de
palavras russas ditas sem necessidade. Será que Delany quis nos lembrar da
origem russa do personagem? Se sim, teria sido melhor correr o risco de que nós
esquecêssemos por um tempinho.
Se não
fosse pelos erros de revisão e por umas forçadas de barra aqui e ali, A
Maldição do Lobisomem
com certeza seria um livro bem melhor. Talvez a raiz do
problema esteja no tempo que a autora levou para escrever. Quem sabe a
diferença que mais cinco semanas pode fazer?

Título original: 13 To Life
Editora: Universo dos Livros
Número de páginas: 335
ISBN: 9788579301803
*Esta resenha também foi publicada no blog My Book Lit, onde também ataco de colunista.

3 Comments

  • Jacqueline Braga
    26 de outubro de 2012 at 00:03

    Oie gêmula
    Eu sou gamada em um russo, gamada. Aquele sotaque, jeitão másculo…ai ai…logo lembro do Dimitri..rs mas voltando ao livro rs eu amo lobisomens e não dispenso um livro sobre eles.
    Baita curiosa para ler este
    bjos

    Reply
  • Gabi
    29 de outubro de 2012 at 00:32

    Eu estava super curiosa com essa série, descobri a pouco tempo que ela já estava aqui no Brasil. Realmente, muito pouco tempo pra um livro ser escrito 😮

    Também fico incomodada com essas mudanças rápidas de opinião, sem falar que já está batido essa de personagens com atitudes idiotas, né?

    Enfim, curiosa, mas um pouquinho desanimada agora 😉

    Beijitos

    Reply
  • Rafaela.
    2 de novembro de 2012 at 02:25

    Ah, personagens deste tipo me incomodam imensamente… Mas como eu gosto de lobisomens, acho que daria uma chance. 🙂

    Beijocas, amiga! =*
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    Reply

Leave a Reply