Eis aqui uma tag que consiste em extrair dos livros elementos que poderiam ser e/ou que você gostaria que fossem parte da sua vida. Tive a chance de conhecê-la graças ao vídeo no Murmúrios Pessoais,  blog da minha amiga Gleice Couto. Acabei inventando de fazer aqui também, por isso agora tenho dez perguntinhas nada moles para responder, meu povo. Vem comigo õ/
1. Qual seria o mundo da sua vida?

Os Capaill Uisce tiveram todo a responsabilidade por essa decisão. Se o que tenho que  fazer para estar no mundo mundo dos cavalos d’água de Maggie Stiefvater é ir até a ilha de Thisby, por mim tudo bem. E se eu pudesse largar tudo agora para experimentar na pele a tensão e a emoção de ser participante das Corridas de Escorpião, saibam que eu o faria. Seria toda uma vida e girando em torno da chegada do mês de setembro, mas valeria a pena.


2. Que tipo de personagem você seria, herói ou vilão?
Sabe o que eu estaria fazendo se dissesse que seria uma das mocinhas? Mentindo! Eu faria questão de me tornar perigosa, poderosa, ameaçadora. MUAHAHAHAHA.
3. Quem seria o seu melhor amigo(a)?

Não pense nem julgue. Apenas ouça.

Considerei tantas opções até finalmente me decidir que agora quero me dar uns tapas por não ter pensando em Owen Armstrong logo de cara. O Owen, personagem de Just Listen, da Sarah Dessen, é um cara sincero, viciado em música, atencioso, compreensivo e com uma vida amorosa tão morta quanto a minha. Isso aí, é meu par perfeito! Tudo o que eu precisaria fazer é enxotar a Annabel de perto.
4. Quem você queria que fosse sua mãe?

Minha mãe de verdade já é meu sonho de consumo e dá um banho em qualquer outra por aí. Porém, todavia, entretanto…. Molly Weasley daria uma boa substituta. A mulher não só teve aquele mundo de filhos como ainda praticamente adotou Harry Potter, então creio eu que deve ter um espacinho para mim na família e no coração dessa mãezona. Só economize na instinto protetor, Molly!
5. Quem seria seu inimigo?

Houve um belo dia na vida de Alyson Noël que ela resolveu escrever Para Sempre. Nós não sabíamos na época e talvez você ainda não saiba agora, mas essa mulher tem muito poder nas mãos. O problema, meus queridos, é que ela resolveu usar seus poderes para o mal.
Durante seis volumes, Alyson manteve uma personagem chata, tapada e sem lá muito carisma no centro de seus livros. Parecia que as páginas se estentediram, não acabariam nunca, continuariam para naquele buraco desprovido de esperança para todo o sempre. E, ironicamente, o nome dessa personagem é chama Ever. Reflita sobre.
Agora, será que eu acabaria com a Ever se tivesse a  chance? Eu sou vilã, ela é do time oposto… Será que eu descarregaria nela toda a frustração que não pude extravasar no pobre dos livros? Ora, coloque-a no meu caminho e você saberá. Faça-me esse favor.
6. Quem seria o seu par romântico?

Aninhada em meus braços, você é uma borboleta ao contrário
Abrindo mão de suas asas, herdando minha sina
Desistindo de mim.
Desistindo.

Quatro, Perry, Cabel, Nate, Ky… Não, espera, tem que ser um só? UM SÓ? Como assim, gente?! Agora vou precisar de uma pausa para respirar fundo e me acalmar.
Aaaaah, certo. Certo. Pois bem, só existe um homem personagem na minha vida que passa a perna e ganha de qualquer um, e o nome dele é Samuel Roth. Ele é gentil, delicado, músico, poeta E lobisomem. Com o perdão do drama, Sam é minha vida. Sem condições de deixá-lo de lado. Fim.
7. Teria alguma animal de estimação?

Sim, uma coruja. Hedwig, eu escolho você!
8. Um universo de outro livro que você traria para o seu mundo?
Não sei que tipo de pessoa conheceria o vira-tempo e não ficaria com vontade de conseguir um para, dããã, voltar voltar no tempo! O que importa é que eu não me encaixo nessa categoria. Quero um vira-tempo, e quero para já!
9. Quem seria o seu mentor?
Theo James, ator que interpretará Quatro na adaptação de Divergente.
E é aqui que vou roubar um pouco. É um mal necessário para ter alguém importante presente nessa vidinha. Quatro, meu queridinho de Divergente, é determinado, focado,  firme, inteligente, já foi mentor de outros jovens, está presente em uma das minhas trilogias favoritas e é uma das minhas maiores paixões literárias. Até deixo ele me atirar umas facas, se quiser :p
10. Como seria o final da sua história?
Tenho uma tendência a preferir finais “não-felizes”. Não tristes, apenas mais reais. Sendo assim, eu gostaria que minha história fosse completamente finalizada logo no primeiro e único livro para evitar aquelas continuações eternas, mas, claro, de um jeito que deixasse qualquer leitor de queixo caído. Não me importo se tiver que morrer para que isso aconteça. Ah, gosto da ideia de, sei lá, a região inteira explodir ou algo assim. Faz parte, né? Ah, vai, poderia acontecer! No ruim de tudo, a vida recomeçaria nas mãos do próximo leitor.