Há mês começava a Bienal do Livro do Rio de Janeiro. Digamos apenas que até hoje não posso me dizer plenamente recuperada. Foram dez dias de correria, má alimentação e engarrafamentos eternos. Nesse curto período de tempo teve choro, teve abraço, eventos para dar e vender e muito levantamento de peso com livros comprados em promoção. Em resumo, essa é no mínimo uma experiência intensa. Na vida do bookaholic é uma verdadeira saga.
Espaço de colorir do Grupo Sextante.

É claro que o planejamento levou semanas. Mapas do Riocentro foram estudados, posições foram memorizadas e amigos foram recrutados. Datas e horários nunca foram tão vitais. Entre uma e outra sessão de autógrafos, acho que conheci mais gente do que em todo o período anterior da minha vida. De tão maravilhosa que é, a Bienal ainda opera o milagre de reunir 90% da timeline num só lugar. É claro que isso significa somar a falta do evento em si à saudade dos amigos que voltaram às cidades e estados de origem, mas… Bem, eu nunca disse que esse não era um amor bandido.

Em matéria de autores, a edição de 2015 me deu a oportunidade de conhecer David Nicholls, Raymond E. Feist, Joseph Delaney, Colleen Hoover e Sophie Kinsella. Todos extremamente amáveis, sempre carinhosos e atenciosos. Também vieram ao Brasil Julia Quinn, Megan Maxwell, Claudia Piñero, Leigh Bardugo, Anna Todd, Colleen Houck e Josh Malerman.

O saldo total foi fechado em 30 livros, 550 marcadores, 20 bottons, 5 ecobags, vários mimos e lembranças a rodo. Na esperança de que inventem um jeito de fazer os próximos dois anos passarem mais rápido, ficam aqui algumas das fotos da minha maratona de seis dias de Bienal.

David Nicholls, autor de “Um dia”, “A resposta certa”, “O substituto” e do lançamento “Nós”.

Raymond E. Feist, autor da saga de fantasia “Mago” e coautor da “Saga do império”.

Sophie Kinsella, autora dos chick-lits da série “Becky Bloom” e de livros como “Fiquei com seu número”, “O segredo de Emma Corrigan”, “A Lua de Mel”, entre outros. “À procura de Audrey”, seu primeiro YA, foi um dos lançamentos da Bienal.

Colleen Hoover, autora da série “Slammed”, “Um caso perdido” e do lançamento “O lado feio do amor”.
Joseph Delaney, autor da saga “As aventuras do caça-feitiço”.
 
Da esquerda para a direita, Juliana Skawara (autora do livro “Maratona de terror”), Yasmim Namen, Luara Cardoso (Estante Vertical), Mônica Quintelas (Drafts da Nica) e Sarah Marques (Endless Poem).