Menu

A experiência de um Natal literário

Chegamos à época mais contagiosa do ano! O clima natalino está por todos os cantos, das ruas às decorações de casa; das estreias nos apps de streaming aos filmes em cartaz nos cinemas. Afinal de contas, dezembro também é sinônimo de empatia, recomeços, coração aberto. Toda a experiência é um pouco viciante – e eu ainda nem falei das comidas da ceia, viu? Nessa época, nada melhor do que um Natal literário para aquecer o coração de todo leitor.

Mergulhar em uma história temática resgata um dos principais prazeres da leitura: viajar em
experiências que podem ser completamente diferentes do que conhecemos. Se por um lado os clássicos têm o poder de destacar tradições de décadas, séculos atrás, obras contemporâneas têm grande responsabilidade pelo contato com sonhos e aspirações que não só refletem a nós mesmos como também nos aproximam de outras culturas. Poucas coisas são tão especiais quanto um bom livro na hora certa.

A magia das histórias natalinas

“Parece haver mágica na simples palavra Natal”, como diria Charles Dickens. E já que estamos falando de um período mágico, fica fácil fazer a conexão entre a chuva de novidades e o sentimento provocado nas pessoas. Difícil mesmo é ficar imune! Ainda que você seja o próprio Grinch, as histórias têm um jeito de te incluir. Faz parte da magia!

Tente parar por um minuto e pensar em quais são as suas lembranças desta época. Quantas têm influência de algo que você leu ou assistiu? Quantas dessas influências ganharam um lugar especial no seu coração? Pois é, não estranhe se tiver dificuldade para separar uma coisa da outra. Quando consideramos os processos de formação de sentimentos coletivos Especialmente se considerarmos elementos como construção social e hábitos familiares.

A verdade é que uma boa narrativa depende das doses certas de carisma, timing e apelo emocional. Não é à toa que tantos de nós acabamos fisgados pelo magnetismo dos livros natalinos, felizes com aproveitar a simplicidade, a familiaridade, a descoberta de algo novo nas páginas. Se tivermos sorte, talvez de tudo isso ao mesmo tempo.

LEIA TAMBÉM:

[TAG] Natal com Livros

O presente perfeito para qualquer Natal literário

Existe um mundo de possibilidades quando presentamos alguém, e escolher um livro para alguém é como separar um pedaço desse universo só para aquela pessoa. Pode soar romântico, sim, mas não deixa de ser um jeito de juntar vários pequenos cuidados. Dá para incentivar a leitura, apoiar autores, aquecer o mercado, passar mensagens… Tantas coisas!

Existe uma alma gêmea literária à espera de todo mundo. De repente os olhares já foram trocados na livraria, só você e a capa, ou até em uma das milhares de páginas no histórico do seu navegador. Vai ver é você quem acaba bancando o cupido, fazendo a ponte com a entrega do presente para alguém especial – nem que seja a si próprio. O mais importante é viver o momento e o melhor que cada momento tem a oferecer, inclusive com gorrinhos vermelhos. Preparado?

Seja o primeiro a comentar!

    Deixe seu comentário aqui: