Menu

[Resenha] Quando você voltou pra minha vida, de Hilary Boyd

Aclamada pela crítica, a galesa Hilary Boyd não só desbancou “Cinquenta tons de cinza” em sua estreia na ficção como deu origem a um novo gênero literário, conhecido como “grand-lit”. Com todo esse sucesso, “Quando você voltou pra minha vida” é o mais recente de seus best-sellers a chegar ao Brasil pela Editora Record.

Seria possível uma segunda chance no amor ter um final feliz? Aos 40 anos, Flo não tem exatamente uma vida de conto de fadas: ainda solteira, vive no porão da casa da irmã, e o trabalho como cuidadora não faz milagres em sua conta bancária – ao contrário do antigo salário de enfermeira, na emergência de um grande hospital. Pelo menos a nova colocação paga as contas do mês. Além disso, Flora ama o que faz e realmente se apegou à adorável Sra. Dorothea.

Esse pedacinho de normalidade é ameaçado quando Flora esbarra por acidente no homem que, três anos antes, teria jurado ser o grande amor da sua vida. O mesmo homem que não teve nenhum problema em abandoná-la sem olhar para trás, sem explicações, ou sequer deixar um bilhete. De coração partido, refém da depressão, Flora precisou de muito tempo e esforço para juntar seus cacos e deixar tudo no passado.

Mas sua determinação ameaça fraquejar quando seu olhar cruza outra vez com o do sedutor e imprevisível Fin. Ele é tão lindo quanto ela se lembrava, e ainda exerce o mesmo fascínio doentio de tempos atrás. Para piorar, o ex garante ter mudado, estar disposto a recuperar Flora e retomar o romance do ponto onde pararam. Mas Flora pode confiar seu coração ao mesmo homem que o despedaçou?

— Você mudou, Flo?
Ela pensou sobre a pergunta e percebeu o imenso abismo que havia entre a pessoa ingênua e confiante que ela era quando estava com Fin e a mulher reclusa e ressabiada que havia se tornado desde então.

Em seus altos e baixos, “Quando você voltou pra minha vida” se mostrou… na medida. Até mais, se você não escolhê-lo com grandes expectativas sobre o romance. Esta não é a história de segunda chance para um Fin e Flora como casal, ainda que inclua esse elemento, mas uma reflexão sobre amadurecimento, autoconhecimento e, sim, relacionamentos em sua total complexidade.

O ponto alto da leitura está na construção dos personagens secundários, na abordagem sobre saúde mental e na descrição realista da vida idosa. Por outro lado, não só o romance não convence como o ritmo lento dos capítulos dificulta o envolvimento com a história. É preciso se permitir entender a proposta para aproveitar o que ela se propõe a entregar sem o risco de frustração.

No geral, “Quando você voltou pra minha vida” é uma escolha agradável de desenvolvimento previsível em formatos inesperados. Vale a pena ajustar as expetativas e dar uma chance à autora de “Encontros no parque”, tão famosa por emocionar leitoras com seu olhar sensível sobre o nos faz humanas.

Título original: “When you walked back into my life”
Autora: Hilary Boyd
Editora: Record
Número de páginas: 322
ISBN: 978-85-01-40450-3

Seja o primeiro a comentar!

    Deixe seu comentário aqui: