Menu

Vingança, de V.E. Schwab

Capítulo final da série “Vilões”, “Vingança” é mais um dos trabalhos de V.E. Schwab, autora best-seller cujos livros estão no topo a lista de leitura de escritores desde Laini Taylor até Chuck Wending.

Victor e Eli, grandes amigos no passado, agora são inimigos mortais que se enfrentam. Um mês e meio antes, Marcella tinha a vida com a qual sempre havia sonhado. Casada com Marcus, um mafioso em ascensão na cidade de Merit, ela vivia numa mansão e tinha todas as roupas e acessórios que desejava, frequentava as melhores festas e, nos bastidores, planejava com o marido os próximos passos de sua carreira. Sua vida teria seguido exatamente como o planejado, se ela não houvesse descoberto que Marcus a traía. Então, Marcella tentou esfaqueá-lo, mas Marcus era um homem forte, acostumado a matar, por isso não demorou a desacordá-la e abandoná-la para que morresse no incêndio da mansão do casal. Mas esse não seria o fim de Marcella…

Cinco anos antes, Victor Vale morreu. Porém, depois do embate com seu antigo amigo de faculdade, Eli Cardale – ou Eli Ever, o assassino de ExtraOrdinários –, Sydney Clarke o trouxe de volta à vida. Mas os poderes da menina tinham limitações, e Victor não ressuscitou exatamente como era. Então, ele passou a dedicar sua vida em busca de uma cura, caçando EOs com poderes capazes de ajudá-lo.

Cinco anos antes, Eli Ever foi preso. Após deixar um rastro de cadáveres de EOs, os quais, segundo ele, eram uma afronta a Deus, Eli caiu numa armadilha preparada por Victor. Então, sob custódia de uma nova força-tarefa responsável por lidar com casos envolvendo ExtraOrdinários, ele se tornou uma ferramenta dessa instituição. Com isso, Eli se manteve informado sobre os acontecimentos externos, que alimentaram sua suspeita de que ele não havia testemunhado o verdadeiro fim de Victor.

Agora, Merit é o palco de um novo confronto capaz de alterar a balança do poder para sempre. E os caminhos de Marcella, Victor e Eli estão fadados a se cruzar em um encontro que vai definir a vida de todos

Às vezes, parece que eu estou numa briga e tudo o que eu tenho são as minhas mãos, enquanto o outro cara tem uma faca… A verdade, Syd, é que sempre vai existir alguém mais forte que você. É assim que o mundo funciona… você luta e vence, até o dia em que deixa de vencer.

Às vezes, tudo o que a gente precisa é declarar o amor por um escritor como “Vingança” exige que se faça. V.E. Schwab conseguiu de novo: entregou uma história impossível de largar, cheia de personagens complexos e metáforas questionadoras.

De volta a uma história tão boa quanto a iniciada em “Vilão”, a autora conseguiu juntar vários pontos de vista com características únicas. Cada escolha feita faz total sentido, dos menores detalhes aos grandes eventos eventos, e é simplesmente um prazer se permitir guiar pelo ritmo dos capítulos enquanto eles voam páginas adentro.

“Vingança” valeu cada minuto de espera dos fãs. Acredite em mim, pode se preparar para mais um passeio e montanha-russa no melhor estilo V.E. Schwab.

Seja o primeiro a comentar!

    Deixe seu comentário aqui: