Menu

[Resenha] Bem-casados — Nora Roberts

“Bem-casados” é o penúltimo livro da quadrilogia “Quarteto de noivas”, que a cada volume acompanha uma das quatro amigas de infância que, apesar de fundadoras de uma empresa de organização de casamentos, só agora estão tendo sua vez no amor.
Laurel, chef confeiteira da Votos, sempre foi apaixonada por Delaney Brown. Não há dúvidas de que ela é uma profissional realizada e independente, orgulhosa por ter traçado seu caminho apesar das dificuldades impostas pela vida. Infelizmente, a mesma alegria não se estende à vida amorosa. Laurel sabe, mesmo sem nunca ter tido a coragem de se declarar, que Del a vê como uma irmã.
Advogado da Votos e irmão de Parker, Del se vê responsável pelas amigas que se tornaram sócias e são como parte da família. É claro que isso não agrada Laurel. Em certo ponto, sua postura e opiniões vão de encontro às dela num nível em que a frustração desperta sentimentos adormecidos. Resta ao casal encontrar um meio-termo para que essa história de amor possa acontecer.

— Ele foi seu escolhido desde o início. […]
Por que negar isso?, pensou Laurel. Por que fingir para alguém que entendia tanto das coisas?
— Isso é assustador.
A Sra. Grady deu risada.
— É claro que é. Você quer segurança? Compre um cachorro. O amor foi feito para ser assustador.
— Por quê?
— Porque onde não há medo, não há emoção.

A história de “Bem-casados” segue um esquema bem simples, seguro. A fórmula dos dois livros anteriores fica bem óbvia ao se repetir nesse. A questão já nem é o que a autora vai fazer, mas se vai dar certo ou não. Os personagens já são velhos conhecidos dos leitores da quadrilogia, então só restava a Nora desenvolver a equação da vez. Laurel + Del = ?.

Separadamente, ambos são pessoas interessantes. Se ele é protetor, dedicado e carinhoso,  ela é focada, guerreira, de personalidade forte. Talvez não pareça, mas os dois combinam. O amor de toda uma vida que Laurel sente por um Del cujos novos sentimentos ainda estão florescendo é bem explorado. Isso apesar da boa vontade necessária para fazer vista grossa em alguns casos. *Lálálá, vamos fingir que não vi essa cena, lálálá*.

Resumindo: os pombinhos sob os holofotes são ok. Legais. Legaiznhos. Já os outros personagens… Bem, a maioria já teve a própria vez de brilhar e agora volta, com presença considerável,  perdendo personalidade com o avançar das páginas. Os bons, bem-construídos, entraram numa massaroca com os demais, fazendo um bolo de bobos. Todo mundo parece mais cheio de si, embora tenham dado um passo para trás e parecessem um grupo de adolescentes, não de adultos.

Com a formação dos casais, surgiram espécies de clubes do Bolinha e da Luluzinha, cada um com suas regrinhas irritantezinhas. Algumas das dicas de relacionamento/comportamento poderiam perfeitamente ter saído de um manual feito por um pré-adolescente que ainda nem teve o primeiro namorado(a).

Você me ouviu. Precisa que eu explique de novo? É você.
Laurel olhou para ele, para o rosto que conhecia tão bem. E viu. Naquele momento, seu coração simplesmente alçou voo.
— Eu a amei durante toda a vida, e isso foi fácil. Não sei, não com certeza, a quanto tempo estou apaixonado por você, mas sei que isso não é fácil. Mas é certo e é real, e não quero que seja fácil. Quero você.

Nesse terceiro livro, o resultado foi razoável. Com amplidão que a narração em terceira pessoa oferece, faltou mais do ponto de vista de Del. Faltou tensão, emoção — e não estou falando de romance. Fique registrado que assim, dona Nora, fica um pouquinho difícil arranjar ânimo para conferir o destino esse “Quarteto de noivas”. O último, “Felizes para sempre”, tem lançamento previsto para novembro deste ano.

Título original: Savor The Moment
Número de páginas: 280
Editora: Arqueiro 

2 Comentários

  • Milena Soares
    20 de outubro de 2014 at 12:26

    Gostei muito dos dois primeiros livros dessa série Quarteto de Noivas, Nora Roberts é ótima, estou super ansiosa pra ler esse Bem-casados, meu casal preferido até agora é Mac e Carter e já estou super curiosa pra conferia a história de Parker e do mecânico Malcolm em Felizes para sempre.

    Reply
  • Aline Ramos
    24 de outubro de 2014 at 19:03

    Oi Kim, tudo bom?? eu sou fã da Nora.. Mas, essa série eu só li o livro 01 e estou louca pra ter e ler o restante da série…que pena que o casal não te agradou tanto…espero curtir a história…

    bjs

    Reply

Deixe seu comentário aqui: