Menu

[Resenha] O Histórico Infame de Frankie Landau-Banks — E. Lockhart

O Histórico Infame de Frankie Landau-Banks é o sétimo livro da novaiorquina Emily Lockhart, autora de, até o momento, um total de dez obras. O Histórico Infame foi livro de honra no Printz Award, finalista do National Book Award e vencedor do Cybils Award como melhor romance jovem-adulto.
Se Frankie fosse um garoto, todo o relato contido nesse livro teria um aspecto diferente para além do que você pode imaginar. Para início de papo, Franklin, seu pai, queria um filho homem para batizar com o próprio nome, o que no final das contas resultou numa filha caçula batizada de Frances. De Frances a Frankie, aos 15 anos, ela vê sua inteligência e capacidade serem subestimadas pelo simples fato ser mulher e bonita. Aos olhos dos outros, ela é a princesinha. Aos olhos dos outros, Frankie é inofensiva.

Após as últimas férias na praia, aquela que era apenas mais uma garota comum volta à Escola Preparatória Alabaster para chacoalhar as coisas. Por exemplo: Matthew, o garoto mais popular do campus, agora é seu namorado. Não é como se qualquer um esperasse por isso, claro. No entanto, se há algo que mudou em Frankie mais do que o formato agora curvilínio recentemente adquirido é a atitude. Agora, ela não aceita uma simples negativa como resposta. Frankie não aceitará de braços cruzados a impossibilidade de  fazer parte da sociedade secreta da qual seu namorado é membro apenas pelo simples fato de não ter dois cromossomos “Y”.  Na verdade, a “princesinha” está prestes a mostrar seu valor a todos que não a enxergam de verdade: pai, mãe, colegas de escola, mebros da Leal Ordem dos Bassês, namorado etc. Ela está prestes fazer história.

Uma noite, enquanto todos admiravam os restos de uma refeição pesada espalhados pela toalha branca toda suja, os veteranos confessaram que mantinham um diário de travessuras num caderninho que eles chamavam de O histórico infame. Mas quando Frankie perguntou ao sr. Sutton o que eles haviam escrito, ele riu e sacudiu a cabeça.
— Bem, seu eu contasse a você, não seria mais um segredo, seria?
— Mas você está nos contando sobre a sociedade — Frankie disse. — O que pode ser assim tão secreto?
— Segredos são mais poderosos quando as pessoas sabem que você os tem — disse o sr. Sutton. — Conte a eles um pedacinho do  seu segredo, mas mantenha o resto bem guardado.

E. Lockhart quase me enganou. Quase. Meu veredito, logo adianto, foi a favor do livro. Embora não me parecesse prometer muito além uma leitura envolvente e talvez até um pouco boba (romance adolescente + travessuras colegiais… Tudo bem, julgue-me por me preparar para algo mediano, vai!), acabou se revelando refrescantemente inteligente. O segredo está nas entrelinhas. Assim como no caso de uma sociedade secreta, que jamais revela abertamente sua existência, o charme é revelado àqueles que prestam atenção no como, quando e porquê do que acontece.

Encontra-se aqui uma história sobre crescimento, ambições e ousadia. Esse é um infanto-juvenil que mostra a sagacidade adolescente, apesar de mostrar também as idiotices. Numa narrativa em terceira pessoa, mostra como assuntos como independência feminina e crescimento pessoal são reconhecidos, entendidos, digeridos em diferentes idades/circunstâncias. Cartas na manga não faltam

É melhor ficar sozinha, ela pensa, do que ficar com alguém que não te enxerga como você é. É melhor liderar do que seguir. É melhor falar do que ficar em silêncio. É melhor abrir portas do que fechá-las na cara das pessoas.
Ela não era simples e doce. Ela não será o que as pessoas dizem que ela deve ser. Aquela princesinha está morta.
Ela fica observando os garotos desaparecerem pelos cantos e dentro dos prédios da Alabaster.
Ela não está mais com vontade de chorar.

O Histórico Infame de Frankie Landau-Banks deixou vontade de pedir por mais. Faça um favor a si mesmo e vá conferir. LOGO!

Título Original: The Disreputable History of Frankie Landau-Banks
Editora: Seguinte
Número de páginas: 352

*O exemplar por mim adquirido é uma prova antecipada disponibilizada pela Editora Seguinte. O lançamento oficial do livro acontecerá no dia 27/09/2013.

9 Comentários

  • Universo dos Leitores
    24 de setembro de 2013 at 03:27

    Estou curiosa com esse livro! Saber que ele é inteligente e tem mensagens nas entrelinhas me deixou mais instigada ainda.

    Abraços, Isabela.
    http://www.universodosleitores.com

    Reply
  • Poliana Araújo
    25 de setembro de 2013 at 02:02

    Oi, tudo bom?
    Passando para deixar um comentário rsrs
    Não conhecia o livro , mas me despertou curiosidade
    adorei a resenha !!
    Beijos*-*
    Território das garotas
    http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com.br/

    Reply
  • Thamires Lacerda
    5 de outubro de 2013 at 02:03

    Eu nunca tinha ouvido falar desse livro até entrar no seu blog e resolver participar do sorteio hahaha, e depois que li a resenha fiquei muito curiosa e agora estou super a fim de ler, me parece ser muito legal.
    O bom de não julgar o livro pela capa é isso, porque eu vi a capa e não me chamou a atenção, somente sua resenha.
    Beijos!
    http://www.souseuastral.blogspot.com.br

    Reply
  • Hortencia
    5 de outubro de 2013 at 05:30

    Hey Kiiiiiiiim!!!
    Vi o pessoal da seguinte amando esse livro (óbvio rs), e fiquei apaixonada pela capa tipográfica <3
    A premissa me prendeu também, acho mó legal ler o crescimento e amadurecimento de personagens jovens. Meu fraco é com personagens masculinos MAS Frankie me parece ser o tipo que simpatiza logo de cara.
    Ahh, e como você disse 'o segredo está nas entrelinhas', é tão bom quando você consegue absorver o que realmente não está escrito mas está sendo transmitido, né?
    bjs Kim ;D

    Reply
  • Shadai
    5 de outubro de 2013 at 21:01

    Acho que esse funciona mais com adolescentes; quem já passou dos 20 – no meu caso mais de 25 – acho que soaria um pouco bobo.
    Mas, para seu público, deve ser uma ótima obra, sobre crescimento e ter sua voz própria.
    Fiquei curioso pelo título apenas, pois é chamativo para uma história que parece bem simples.

    Reply
  • Tainara H.
    6 de outubro de 2013 at 23:16

    Achei a história bastante interessante e o fato do livro ter sido mencionado e vencedor de prêmios literários tão importantes, aumentou ainda mais minha curiosidade. Tenho um pé atrás com livros juvenis, não tenho muita paciência pra protagonistas adolescentes, mas esse parece diferente, acho que posso realmente gostar, principalmente agora que li seus elogios ao livro. Ótima resenha! ;D

    Reply
  • Rosana O. S. Mendes
    10 de outubro de 2013 at 00:10

    Quanto mais ouço falar neste livro mais curiosa fico para saber mais sobre a Frankie, o seu dilema, o crescimento da personagem, apesar de ser uma história de uma adolescente eu não sou preconceituosa e acho que todo tipo de leitura é válido, principalmente se traz uma história envolvente como esta parece ser. Estou curiosíssima para ler este livro!

    Reply
  • Bianca Remohi
    12 de outubro de 2013 at 02:24

    Parece uma história diferente e bem interessante ! Gostei do livro, não o conhecia, mas depois da sua resenha me interessei bastante por ele. Entrará pra minha listinha de livros que preciso ler !!

    Reply
  • Rafaela.
    12 de outubro de 2013 at 20:40

    Ai, Deus, que in-crí-vel! Sei lá, pelo título eu não espera por tudo isso e se você está recomendo com tanta avidez é porque vale muito a pena. Após ler a última quote, o livro me ganhou de vez. Quero para ontem!

    Beijocas, Kim!
    http://artesaliteraria.blogspot.com.br

    Reply

Deixe seu comentário aqui: