Menu

Vim mostrar para vocês minha pequena, minúscula, wishlist de Natal. Alguns ainda serão lançados, outros já estão esperando por mim nas livrarias.



7. Dezessete Luas, por Kami Garcia e Margaret Stohl (Lançamento no Brasil)

Sinopse: Juntos, Ethan e Lena podem enfrentar qualquer ataque de Gatlin. Ao menos era assim que funcionava antes de Lena sofrer uma perda trágica e começar a se afastar e gaurdar segredos que estão testando o relacionamento. E agora que Ethan abriu os olhos para o lado negro de Gatlin, não há como voltar atrás. Assombrado por estranhas visões que somente ele consegue ver, Ethan vai sendo puxado cada vez mais para dentro da história confusa de sua cidade.

6. Branca Como o Leite, Vermelha Como Sangue, Alessandro D’avenia

Sinopse: Chega ao Brasil Branca como o leite, vermelha como o sangue, de Alessandro D’Avenia, o romance sobre o ano mais intenso na vida de um jovem, em que ele aprende a lidar com os próprios sentimentos e, consequentemente, com seu amadurecimento. Leo é um garoto de dezesseis anos como tantos: adora o papo com os amigos, o futebol, as corridas de motoneta, e vive em perfeita simbiose com seu iPod. As horas passadas na escola são uma tortura, e os professores, “uma espécie protegida que você espera ver definitivamente extinta”. Apesar de toda a rebeldia, ele tem um sonho que se chama Beatriz. E, quando descobre que ela está terrivelmente doente, Leo deverá escavar profundamente dentro de si, sangrar e renascer para a vida adulta que o espera. Um traço interessante na narrativa de D’Avenia é a técnica de utilizar cores para descrever os sentimentos e as sensações do menino Leo; por exemplo, o branco, sinônimo de solidão e silêncio: “O silêncio é branco. Na verdade, o branco é uma cor que não suporto: não tem limites. (…) Ou melhor, o branco não é sequer uma cor. Não é nada, é como o silêncio.” (p. 10) O leitor perceberá a transformação de um garoto com todas as características da juventude – rebelde, egoísta, egocêntrico – numa pessoa madura e responsável. Essa mudança começa a ser percebida quando Leo deixa de jogar o jogo decisivo do campeonato de futebol para cuidar de sua amiga doente. A convivência despertará nele o sentimento de cumplicidade e do verdadeiro amor, promoverá o debate do que é realmente o sonho e mostrará que, no crescimento emocional, é importante a presença de um orientador, um mentor.Branca como o leite, vermelha como o sangue não é apenas um romance de formação ou uma narrativa de um ano de escola: é um texto corajoso que, por meio do monólogo de Leo – ora descontraído e divertido, ora mais íntimo e atormentado –, conta o que acontece no momento em que, na vida de um adolescente, irrompem o sofrimento e o pesar, e o mundo dos adultos parece não ter nada a dizer.


5. Ao Pé da Escada, por Lorrie Moore.
Sinopse: Em uma das mais impactantes reflexões sobre o 11 de Setembro, Lorrie Moore constrói um romance vigoroso e pungente sobre a ansiedade e desconexão que atingiram os Estados Unidos após o ataque das Torres Gêmeas, sobre o racismo insidioso na sociedade americana, sobre a cegueira da guerra e também sobre os riscos do amor. Por meio da história da jovem e ingênua Tassie Keltjin, a autora nos mostra, de forma melancólica e dura, a alma de seus personagens, mapeando seus medos e desapontamentos, seus ganhos e esforços cada vez mais tênues de se manterem fiéis a seus sonhos em face da tragédia que se desenrola. 

4. Existence, por Abbi Glines (Lançamento nos E.U.A)

Sinopse: O que acontece quando você é perseguida pela Morte? Você se apaixona por ele, claro. Pagan Moore não engana a morte, em vez disso, ela apaixona-se por ele. Pagan Moore, de dezessete anos, viu almas toda a sua vida. Uma vez que ela percebeu que os estranhos que via andando através das paredes não eram visíveis para qualquer outra pessoa, ela começou a ignorá-los. Se eles não souberem  que ela pode vê-los, eles a deixarão em paz. Até que ela sai de seu carro no primeiro dia escolar e vê um cara incrivelmente sexy descansando sobre uma mesa de piquenique, olhando para ela com um sorriso divertido na cara. O problema é, ela sabe que ele está morto. Ele não só não vai embora, quando ela ignora, como também faz algo que nenhum dos outros fizeram; ele fala. Pagan está fascinada pela alma. O que Pagan não sabe é que o tempo designado para sua morte está se aproximando e a alma perversamente bonita pela qual se apaixonou não é uma alma. Ele é a Morte e está prestes a quebrar todas as regras.
3. Anjos Sentinelas – Enviados, por Heather Terrel

Sinopse: Ellie nunca foi particularmente boa para conversar com rapazes ou com alguém que não fosse sua melhor amiga Ruth. Então ela conheceu Michael. Michael é bonito, charmoso, doce e está totalmente a fim de Ellie. Não é à toa que ela se sente imediatamente atraída para ele. Mas Michael tem um segredo. E ele sabe que Ellie também está escondendo alguma coisa. Eles descobriram que ambos têm poderes que são de outro mundo. Os dois jovens estão determinados a descobrir o que são e como ficaram daquele jeito. . . juntos. Mas a verdade tem repercussões que eles não poderiam imaginar. E logo eles se encontram no centro de um antigo conflito que ameaça destruir tudo o que amam, de forma que nem ao menos fica claro se Ellie e Michael vão escolher o mesmo lado.

2. Todas as Estrelas do Céu, por Ederson Rafael.

Sinopse: Podem dois irmãos adotivos se apaixonarem um pelo outro?
Caroline e Leandro são dois adolescentes de uma bem resolvida família de classe média, ele adotado, ela filha biológica do casal Marco e Lúcia. Diante dos conflitos da adolescência, do colégio, do vestibular, ambos se vêem diante de mais um dilema: um amor impossível e todas as consequências da busca pela felicidade ao lado da pessoa amada. O desafio dos dois em entenderem o que passa consigo mesmo, em enfrentar os pais, a sociedade e sua própia consciência é exposta neste romance honesto, ágil e de final surpreendente.
“Todas as estrelas do céu”. Uma obra polêmica e doce ao mesmo tempo, com um tema inusitado, falado de igual para igual com os jovens ou mesmo para quem já passou da adolescência.

1. Hunted, por Cheryl Rainfield (lançamento nos E.U.A)

Sinopse: Caitlyn, uma telepata, vive em um mundo onde talentos paranormais são ilegais. Ela está fugindo dos ParaTroopers. Quando Caitlyn se apaixona por Alex, um Normal, e descobre perigosos Paranormais renegados, ela deve escolher entre ficar na clandestinidade e proteger-se ou salvar o mundo.

Como não posso exigir muito do meu “Papai Noel”, é quase certeza que não ganharei todos eles. De qualquer forma, não custa tentar…

1 Comentário

  • Jacqueline Braga
    12 de dezembro de 2011 at 22:30

    vamos por partes:
    Eu quero da sua listinha: dezessete luas, branca como o leite (…), esses eu já conhecia e queria.
    Agora vários que você citou e eu não conhecia entraram para a listinha.
    Amei sua listinha.
    bjos

    Jack
    http://www.mybooklit.blogspot.com

    Reply

Deixe seu comentário aqui: