fbpx
Menu

[Resenha] Um Lugar no Coração — Amy Hatvany

“Um lugar no coração” é um dos seis romances de sucesso da americana Amy Hatvany, que, sendo socióloga atuante em áreas bem diferentes daquela para a qual se capacitou, vendeu o carro e abandonou todos os trabalhos que adorava (ou por vezes apenas tolerava) para se dedicar à paixão pela escrita. Seus conhecimentos em sociologia podem ser notados em seus livros , por exemplo, na abordagem de temas como alcoolismo, doenças mentais e violência doméstica.
Grace é uma mulher inteligente, independente, bem-sucedida e segura de si. Ela nunca quis ser mãe, mas conhecer e se apaixonar por um divorciado pai de dois filhos a faz pensar que talvez consiga desempenhar bem o papel de madrasta para duas crianças que vê apenas algumas vezes ao mês. Afinal de contas, além de Victor é um homem maravilhoso, seus filhos, Ava e Max, moram com a mãe, Kelli.
No entanto, o que acontece quando Kelli morre sob circunstâncias misteriosas? Sem saber que o pai acaba de ficar noivo, Ava, de 13 anos, ainda nutre esperanças de que uma reconciliação entre os pais restaure sua família. Kelli vinha precisando cada vez mais de ajuda desde a separação, levando Ava a realizar as tarefas domésticas, pagar as contas e cuidar do irmão caçula no lugar da mãe emocionalmente instável. Mesmo com alguma maturidade adquirida com a responsabilidade precoce, nada poderia preparar a garota para a dor da perda e da reviravolta repentina na vida. Tampouco pronta está Grace., que já não sabe qual o seu papel na vida dos enteados agora. E Kelli? Será que alguém conseguirá entender seu passado ou o que levou à sua morte?

Nesse livro, a representação do feminino aparece de formas muito diferentes. Essa é uma das três coisas que destaco como mais interessantes na obra. A segunda é como o foco é dado e dividido entre as mulheres da história. Narrado por Ava e Grace, além de flashbacks de Kelli, é com sutileza regada a angústia e aspectos diretamente relacionados a faixa etária e estilo de vida que se acompanha o passar das páginas . São cabeças completamente diferente, embora ao mesmo tempo com vários pontos em comum; histórias que teriam tudo para nunca se cruzar, não fosse o fato de que caminhavam para a colisão umas com as outras.

Para o pouco que me emocionei, muito refleti. Os clichês não são poucos, nos levando de volta àquela ladainha de “ei, já vimos isso em algum lugar!”, mas nesse caso o diferencial está na sinceridade. Essa, aliás, é o terceiro dos aspectos a serem respeitados. É o ar de verdade da autora ao entrar no assunto e lá se desenvolver que tornam seu trabalho especial. A receita que ela poderia ter seguido para melhorar o efeito envolve, digamos assim, dosagem correta, levando-se em consideração o ritmo descontrolado dos acontecimentos mais ao final

“Um lugar no coração” te instiga a ir além do superficial. Chegando ao ponto  do óbvio, para onde ir a partir daí? O que pensar a respeito? E como encontrar essas respostas? Bem, isso não responderei. Nem poderia! A viagem é toda sua.

Título original: Heart Like Mine
Número de páginas: 
Editora: Verus

No Comments

    Leave a Reply